Enterro de Paulynho Paixão teve cortejo fúnebre seguido por fãs e paredão tocando suas músicas.

Foto | Cortejo fúnebre Paulynho Paixão 



Diário de Caxias - Sob forte comoção, o corpo do cantor Paulynho Paixão, de 43 anos, foi velado e enterrado na manhã desta sexta-feira (03) em sua cidade natal, São Miguel da Baixa Grande-Piauí. Por conta da pandemia do coronavírus e para evitar que mais pessoas se aglomerassem, o rápido velório e o enterro foram realizados ainda durante a manhã desta sexta-feira (3).

Com um violão sobre o corpo do cantor no caixão, simbolizando o instrumento que lhe fez um dos artistas mais conhecido do Piauí, o velório foi marcado por um clima de lamentação pelo falecimento precoce de Paulinho Paixão.



Durante o cortejo, que percorreu ruas e avenidas de São Miguel da Baixa Grande, um paredão de som tocou músicas de sucessos de Paulynho Paixão. Conhecido como Rei do Coladinho, a disperdida do cantor arrancou lágrimas e aplausos de fãs, amigos e parentes.

O ACIDENTE...

Paulynho Paixão, com apenas 43 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (03) após sofrer dois acidentes. No primeiro, ele capotou o carro, mas saiu ileso. Com ajuda de populares, ele foi resgatado sem ferimentos. Duas horas depois, ao tentar voltar ao local do primeiro acidente, ele pegou um motocicleta e faleceu após cair do veículo.

Postar um comentário

0 Comentários