Caxias | Dra. Cleide e Adelmo trazem serviços de alta complexidade em neurocirurgia para o Hospital Macrorregional.

Deputados Estaduais Adelmo Soares e Cleide Coutinho 


Diário de Caxias com informações da Ascom da Deputada Estadual Cleide Coutinho - Uma indicação de autoria da deputada estadual Dra. Cleide Coutinho (PDT) e do deputado Adelmo Soares (PC do B) trouxe para o Hospital Macrorregional de Caxias serviços de alta complexidade em Neurocirurgia para atender toda população da região leste do Maranhão.

A implantação da especialidade na unidade hospitalar aconteceu no último dia 18 de março. Logo em seguida, no dia 20, foi realizada a primeira cirurgia complexa de aneurisma que, por sinal, foi um sucesso.

Até agora, 10 cirurgias dessa natureza foram feitas no Macrorregional e mais quatro pacientes aguardam, já internados, para realização do procedimento cirúrgico.

A deputada Cleide Coutinho salienta que a implantação do serviço era essencial para atender pacientes de Caxias e de cidades que integram a região dos Cocais.

O Macrorregional de Caxias é um importante hospital para a cidade e toda região. Lá, são centenas de pacientes atendidos em diversas especialidades, mas, entre esses pacientes, tinham aqueles que necessitavam passar por procedimentos altamente complexos, que envolviam a Neurocirurgia e que, até então, não eram disponibilizados no Macrorregional. Então, eu e o deputado Adelmo somamos nossos esforços na Assembleia Legislativa para viabilizar essa conquista para Caxias. Levamos a indicação ao Governo do Estado, através da secretaria de Estado da Saúde, e, para nossa felicidade, fomos atendidos pelo secretário Carlos Lula e pelo governador Flávio Dino, a quem nós agradecemos imensamente por este benefício ao povo maranhense, destacou a parlamentar.


A inauguração do serviço de alta complexidade era para ter acontecido em uma solenidade formal, com a presença do governador, do secretário de saúde e, também, do ex-presidente Lula ainda em março, mas a solenidade foi suspensa devido à pandemia do novo coronavírus.

Postar um comentário

0 Comentários