Sobe para 22 o número de casos confirmados de H1N1 no Maranhão.

Foto: Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil


Diário de Caxias com informações do G1 MA - Ainda que a pandemia de Covid-19 esteja assombrando o planeta, no Maranhão é a infecção por H1N1 que tem feito vítimas. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta quinta-feira (19), uma morte foi confirmada nos últimos dias e, ao todo, 22 casos da doença foram confirmados. Veja, abaixo, a nota da Secretaria de Estado da Saúde (SES) na íntegra:

"A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, até o momento, o Maranhão contabilizou 22 casos confirmados de H1N1, por meio de exames laboratoriais. O estado notificou 10 óbitos, sendo um confirmado e dois descartados após análise das amostras feitas pelo Instituto Evandro Chagas, órgão vinculado à Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS); outros sete seguem em investigação.

A SES destaca, ainda, que as medidas adotadas pelo Governo do Estado, como a orientação ao isolamento domiciliar para tratamento de sinais e sintomas gripais, além da suspensão das atividades com aglomeração de pessoas, garantem a redução do contágio, consequentemente, inibem o aumento de novos casos.

Por fim, a Secretaria orienta a todos que mantenham hábitos de higiene como a lavagem constante das mãos com água e sabão, uso de álcool em gel, cobrir boca e nariz com o cotovelo ao tossir ou espirrar."

Vacinas antecipadas

No fim de fevereiro, o Ministério da Saúde anunciou que decidiu antecipar para 23 de março a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Com a população imunizada contra esse vírus, fica mais fácil fazer o diagnóstico do novo coronavírus.

De acordo com o Ministério da Saúde, a antecipação tem dois objetivos:

  • Facilitar e acelerar o diagnóstico da síndrome respiratória Covid-19, causada pelo novo coronavírus (2019 n-CoV);
  • Evitar que o sistema de saúde fique sobrecarregado;

A vacina contra a gripe não protege contra o novo coronavírus, mas, sim, contra tipos de influenza (família à qual pertence o H1N1, por exemplo). E justamente por isso pode ajudar profissionais de saúde a diagnosticar – por eliminação – eventuais casos de Covid-19.

Sintomas do H1N1

O vírus H1N1, conhecido inicialmente no mundo como gripe suína, apresenta os mesmos sintomas de uma gripe convencional:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Mal-estar
  • Tosse

A forma mais eficiente de se prevenir é tomando a vacina contra a influenza (gripe). As doses podem ser encontradas nos postos de saúde

Postar um comentário

0 Comentários