ELEIÇÕES 2020 | Thaís Coutinho confirma candidatura a vice-prefeita e diz que Caxias precisa de mudanças nas próximas eleições.

Vereadora Thaís Coutinho durante discurso na Câmara de Vereadores 

Em seu primeiro pronunciamento na tribuna da Câmara de Caxias, no ano de 2020, falando durante o grande expediente da sessão dessa segunda-feira (3) a vereadora Thaís Coutinho (PSB), líder da oposição, confirmou que será mesmo pré-candidata a vice-prefeita na chapa em que o seu grupo político apoiará o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB) para disputar a Prefeitura de Caxias nas próximas eleições de outubro.

A vereadora argumentou que, após 12 anos frequentando a casa, três mandatos de muito aprendizado, portanto, e por acreditar que sempre esteve ligada à boa política realizada no município, chegara a hora de oferecer algo mais ao povo caxiense. "Digo isso com convicção porque acredito firmemente em Deus, e Ele por certo está guiando os meus passos para o que é certo. Acredito também que nada acontece por sorte, devido ao acaso, mas porque Deus permite. Asseguro a todos que cheguei a pensar eu mesma a disputar a prefeitura. No entanto, nosso momento não é o de Deus, e acredito que ele me quer na condição de vice-prefeita de Caxias", afirmou emocionada.

Ressaltando o tratamento amistoso que tem dispensado aos seus colegas vereadores, enfatizou que ao longo deste ano, nada será diferente. Para ela, o momento é de reflexão e de pensar no melhor para a cidade. "Nunca acreditei nas palavras do prefeito Fábio Gentil (Republicanos), quando afirmava que seria candidato único em Caxias. Mas creio que, se isso se confirmasse, seria o fim da democracia em Caxias, um desrespeito ao povo, que tem o direito de escolher o seu governo", frisou.

Thaís Coutinho afirmou também que nunca cedeu aos apelos por uma aliança com Fábio Gentil. "Sempre acreditei na verdade. Não acredito em quem diz mentiras", enfatizou. Depois, saudou o retorno da vereadora Aureamélia Soares à bancada da Câmara: "Fiquei satisfeita com a prestação de contas da colega a respeito do tempo em que passou à frente da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres. Realizou muita coisa, porque isso não é o que acontece com a grande maioria dos secretários que trabalham com o prefeito. Lá, ninguém pode aparecer na administração, só o nome do prefeito tem de prevalecer", alfinetou.

Ao concluir suas palavras, a vereadora agradeceu o seu grupo político, na pessoa da deputada estadual Cleide Coutinho (PDT), e ao grupo de deputado estadual Adelmo Soares, por acreditarem em seu trabalho e a aceitarem estar do lado deles. "Considero isso uma vitória em minha vida. Trabalhei nos últimos três anos fiscalizando ativamente o trabalho do governo municipal. Acredito que chegou a hora de uma mudança, de mudar essa política de encher os olhos festiva. É praça da Chapada, é mirante da Balaiada, é festa de fim de ano, no São João e no Carnaval. Enquanto isso, a saúde pública de Caxias não vai bem, as pessoas não colhem os benefícios de mais de 120 milhões de reais que vieram ano passado para Caxias", destacou.

Ao finalizar suas palavras, Thaís Coutinho acrescentou: "Não teve na história de Caxias nenhum prefeito que tenha recebido tanto dinheiro para ser gasto com a saúde do município, como agora. Quando ouço reclamações, dizendo que a UPA de Caxias não funciona porque o Governo do Estado deixou de ajudar o município com 2 milhões de reais, e isso só foi feito durante três meses da gestão do ex-prefeito Léo Coutinho, e assim mesmo para ajudar no pagamento dos servidores do órgão, fico indignada, porque sei que a saúde do município ganhou mais de 120 milhões de reais e não os vejo sendo aplicados nos atendimentos que a população reivindica todos os dias".

Fonte: Câmara Municipal de Caxias 

Postar um comentário

0 Comentários