Caxias | AJ Alves defende que guardas municipais passem a usar armas de fogo e trabalhem efetivamente no combate à criminalidade na cidade.

AJ Alves (Sem partido)


Pré-candidato a prefeito de Caxias, AJ Alves (Sem partido) defendeu em vídeos recentes e divulgados em redes sociais, que os guardas municipais da cidade passem a atuar efetivamente no patrulhamento ostensivo e armados pelas ruas da cidade. Atualmente em Caxias, os agentes atuam sem armamento.

Em alguns municípios brasileiros, as Guardas Municipais já atuam no patrulhamento ostensivo e armados. O posicionamento do pré-candidato a prefeito, se faz necessário, por conta dos crescentes índices de roubos de celulares e motocicletas na cidade.

O advento da guarda municipal, que é uma instituição de caráter civil e está sob o controle do prefeito, pode ajudar e muito, pode somar bastante com as forças policiais, inicialmente a guarda era apenas para segurança das repartições e proteções de bens e do patrimônio público municipal, mas que ao longo dos anos, vem ganhando mais autonomia e de fato uma utilidade prática, no tocante a vigilância e segurança publica, já que a guarda pode atuar em patrulhas, em rondas, fazendo blitz, e em cidades como Caxias portando arma, coisa que infelizmente não fazem parte da guarda municipal de Caxias, por enquanto só spray de pimenta e cacetete, o que é um absurdo, destacou o pré-candidato.

Na avaliação do pré-candidato, os guardas municipais ficam em risco no atual cenário, sem armamento e muitas das vezes tem suas ações limitadas por estarem desguarnecidos.

Destacou ainda que o município deve fazer um trabalho sério de organização e fazer o máximo com o que se tem.

Isso passa, é claro, pela questão de definir o que é prioridade, se é por exemplo, segurança, ou festas e luzinhas piscando no centro da cidade, completou AJ Alves.

O vídeo completo você pode visualizar abaixo.



FILIAÇÃO

AJ Alves ainda está sem partido político, depois de ter a pré-candidatura a prefeito rechaçada pelo seu antigo partido, PSL. O pré-candidato corre agora atrás de assinaturas para criação do partido Aliança pelo Brasil, por onde deve concorrer ao cargo máximo do município nas eleições de outubro.

Postar um comentário

0 Comentários