Abono ou abano? Professores do município prestes a serem passados para trás mais uma vez.

Foto: Divulgação 

Os professores do município de Caxias estão prestes a serem passados para trás mais uma vez.

Enquanto prefeituras de outros municípios pelo país chegam a pagar mais de 7 mil reais em forma de abono com as "sobras" do FUNDEB, a Prefeitura de Caxias resolveu não pagar nem os míseros 1 mil reais que até 2017 eram pagos sempre antes do término do ano. 

Um ano depois, os professores tanto efetivos quanto os contratados (contratados esses que tiveram os contratos encerrados em 31 de dezembro), parece que infelizmente vão ficar a ver navios mais uma vez. 

A história bonita contada em verso e prosa pelo Prefeito de Caxias Fábio Gentil, de que seriam pagos, não só 1 mil reais, mais sim 2 mil animou os professores após terem sidos passados pra trás em 2018. Só que já viramos o ano e até agora nada de abono. 

Professores contratados que suaram a camisa em sala de aula no ano de 2019, se o prefeito mudar de idéia e resolver pagar o abono, deverão ficar de fora da fatia do bolo, pois o contrato encerrou em 31 de Dezembro, para esses, muito provavelmente só restará mesmo um ABANO.

Falando nisso, como anda o tratamento aos mestres de Caxias que estão em busca dos concorridos contratos para educação em Caxias? Será que estão sendo tratados como gado como em 2018 e 2019?


Postar um comentário

0 Comentários