Pedestres correm risco com faixas apagadas em Caxias.

Criadas para dar segurança para quem atravessa ruas e avenidas, faixas de pedestres de Caxias estão apagadas, desgastadas pelo uso ou cobertas por uma nova camada de asfalto. 

Na Avenida Pirajá e Avenida Nossa Senhora de Nazaré, ambas na zona oeste de Caxias, foi onde encontramos as piores faixas de pedestres. A maioria estão desgastadas. O pedestre que estiver na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e precisar atravessar a Avenida Pirajá, por exemplo, vai ter que se arriscar, pois a faixa está totalmente apagada, o curioso é que  a faixa fica a poucos metros da Secretaria de Infraestrutura do município.

Avenida Nossa Senhora de Nazaré, Pirajá.




Na Avenida Santos Dumont, na zona norte, em frente uma escola particular a faixa elevada está totalmente com a pintura apagada, risco para transeuntes e estudantes.

No Cruzamento da Avenida Nereu Bittencourt com a Rua Menino Deus, por exemplo, não se sabe mais onde o motorista deve parar no semáforo, pois além da faixa de pedestre apagada, não existe mais faixa de retenção.

Já na região central de Caxias, os pedestres encontram faixas pela metade ou totalmente apagadas, por conta de uma nova camada asfáltica. 

Rua da Independência, próximo a Praça da Chapada.


Além da pintura, é necessário também que os órgãos responsáveis sinalizem os locais com placas de trânsito, para evitar que condutores desatentos causem acidentes.

Postar um comentário

0 Comentários