Caso Gabriel Brenno: Polícia Civil pede prisão preventiva de acusado de tentar matar estudante caxiense.

O titular do 1º Distrito Policial, delegado Sérgio Alencar, informou ao GP1 neste domingo (21), que pediu a prisão preventiva do acusado de tentar assassinar o estudante Gabriel Brenno Nogueira, 21 anos, que foi atingido com um tiro na cabeça no dia 17 de julho. 

Conforme o delegado informou, o nome do acusado não foi divulgado devido a conclusão do inquérito policial, que foi baseado no depoimento de uma mulher, que é considerada a pivô do crime, imagens de uma câmera de segurança que mostram o momento que o acusado foge em um carro e relatos de familiares que informaram à polícia que o jovem estava sendo ameaçado.

Delegado Sergio Alencar - Foto: Hélio Alef/GP1

Foi pedido sim, o inquérito é formado por muitas coisas, ainda não vamos detalhar porque ainda queremos que saia o mandado de prisão preventiva, então quando estiver concluído vamos divulgar todas as informações, sobre o nome do suspeito e causas do crime, informou o delegado Sérgio Alencar à reportagem do GP1. 

As investigações da Polícia Civil apontam que se trata de um crime passional. O acusado tentou reservar um quarto na pensão onde Gabriel morava, no dia 1º de julho, alegando ser técnico em radiologia, retornando no dia seguinte, no entanto ele não conseguiu alugar o quarto. 

Conversas com pivô do crime 

O GP1 teve acesso às mensagens trocadas por meio do WhatsApp entre o estudante Gabriel Brenno e uma mulher casada, de nome não revelado, que ele conheceu há cerca de cinco meses. A mulher, que seria o pivô do crime, já foi ouvida por policiais e confessou que teve um relacionamento com Gabriel. Segundo ela, os dois se conheceram no mês de fevereiro em uma academia localizada na Praça do Fripisa, centro de Teresina, que ela frequentava depois que deixava o trabalho, por volta do meio-dia. 

Foto: Divulgação/PC-PI 

Estado de saúde 

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) informou ao GP1 na tarde de sábado (20) que o estado de saúde do estudante Gabriel Brenno Nogueira da Silva, 21 anos, permanece sem alterações. Na sexta-feira (19) o HUT abriu Protocolo de Morte Encefálica de Brenno Nogueira, mas após a realização de três exames – dois clínicos e um de imagem – foi constatada atividade elétrica cerebral. O estudante continua recebendo toda a assistência necessária conforme estado de saúde apresentado. 

Foto: Arquivo Pessoal Gabriel Brenno

O crime 

Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira, de 21 anos, foi baleado na cabeça na manhã da última quarta-feira (17), por volta de 7h15, ao lado de um curso preparatório, na Rua Paissandu, no centro de Teresina. De acordo com o 1º Batalhão da Polícia Militar, o autor do crime que efetuou o disparo desceu de um veículo Onix de cor cinza e se evadiu do local.

Fonte e Redação: Site GP1

Postar um comentário

0 Comentários