Caso Gabriel Brenno: Médico diz que dois exames do protocolo de morte encefálica já foram realizados.



Na manhã desta sexta-feira (19/07), o Hospital de Urgência de Teresina - HUT anunciou a abertura do protocolo de morte encefálica de Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, baleado na cabeça na quarta-feira (17/07), ao sair da pensão em que morava no Centro de Teresina. 

O médico neurologista, Nagele Lima do Hospital de Urgência de Teresina que acompanha o caso do estudante afirmou em entrevista à Rede Meio Norte que os dois exames clínicos iniciais do protocolo de morte encefálica já foram realizados.


O protocolo de morte encefálica foi iniciado, este protocolo consta de dois exames clínicos que são realizados por dois médicos diferentes, no intervalo de 1 hora entre eles, e ainda é necessário um terceiro exame complementar que avalia a atividade elétrica cerebral. Até agora foram realizados os dois exames clínicos e ainda falta esse terceiro exame complementar para fechar este protocolo. A gente só pode se manifestar com relação a resultado quando estiver os três exames realizados. contou o neurologista. 



Foi uma área bem delicada atingida, que levou a um edema cerebral importante e um dano bem dramático, bem intenso. declarou Nagele Lima.




Segundo o neurologista que acompanha o caso do estudante, o prazo para a conclusão do protocolo de morte encefálica é até o final da tarde de hoje, após a realização do exame de atividade elétricas cerebral. 

Esperamos que até o final da tarde a gente tenha esse terceiro exame disponível, esse terceiro exame unido com os outros dois exames clínicos inicial que já foram realizados, atesta o diagnostico de morte encefálica. Afirmou o médico.

Família do estudante Gabriel Brenno se pronuncia pela 1ª vez 



O padrasto do Gabriel Brenno enviou um áudio exclusivo para à Rede Meio Norte, e muito emocionado ele afirmou que só quer justiça. 


Olha no momento a gente só espera justiça, que ele seja preso pelo menos isso para dar um conforto para a gente, não vai amenizar, não vai acabar com a dor, mas pelo menos a gente vai está mais tranquilo em saber que ele vai estar preso. É isso ai o que eu posso falar, não estou com forças para falar não. disse o padrasto do Gabriel Brenno.


Fonte: Meio Norte

Postar um comentário

0 Comentários