Caso Gabriel Brenno: Mãe do jovem diz que filho não sabia que a mulher era casada.

A mãe do estudante Gabriel Brenno Nogueira concedeu uma entrevista exclusiva à Rede Meio Norte, na manhã desta segunda-feira (22/07) onde afirmou que o filho não sabia que a mulher ,que teria sido a pivô do crime, com quem se relacionou, era casada.

Eu não sabia, as meninas que ele se relacionava sempre era de Caxias e ele nunca tinha dito nada a respeito desta mulher. Acho que ele só descobriu que essa mulher era casada quando o marido começou ameaçar-lo. Quando a moça que apresentou eles dois na academia foi prestar o depoimento dela na delegacia, ela disse, ela foi bastante categórica, ‘eu só estou sabendo que ela era casada, agora que aconteceu o fato’, ninguém sabia que ela era casada. Deduzo eu, que quando Gabriel descobriu que ela era casada, através das ameaças, ele não quis mais ela. Ele nunca se relacionou com mulheres casadas.afirmou a mãe, que não quis que sua identidade fosse revelada. 



Ao ser questionada sobre as ameaças que o filho teria recebido ante do crime, ela afirmou que notou uma mudança no comportamento dele, mas ele não contou nada para ninguém.

Ele nunca comentou nada com ninguém. Eu notei no meu filho uma mudança de comportamento, porque quando ele veio para cá [Teresina] para estudar, ele passou mais de 40 dias aqui, sem ir para casa [em Caxias]. Contou. 

A mãe do estudante afirmou que quando soube que o acusado tentou se hospedar na pensão, ela deduziu que o atentado contra Gabriel Brenno já estava planejado. 

Quando soube falei, 'Meu Deus ele planejou tudo, ele ia matar meu filho aqui dentro' e talvez matasse até as outras pessoas para ficarem caladas. Eu estou querendo informações da polícia, porque para mim que sou mãe, que estou passando por isso, nunca fui chamada nem para saber de alguma coisa. declarou. 

Segundo a mãe do estudante, a mulher que teria sido a pivô do crime mostrou Gabriel para o acusado, já sabendo o que ele planejava. 



Eu tenho raiva dele [acusado], mas minha raiva maior é dela, porque até onde eu sei, ela trouxe ele para mostrar quem era o meu filho, porque ele não conhecia meu filho, com certeza ela sabia o que ele ia fazer, mas com certeza ela não vai abrir a boca para dizer. contou. 

Muito religiosa, a mãe de Gabriel Brenno contou que pede para Deus a ajudar a perdoar e afirmou que no momento o sentimento o sentimento maior é de raiva e tristeza pelo o que ocorreu com o filho. 

Eu já entreguei ele nas mãos de Deus, 'Senhor ele é teu, não é meu'. No momento o meu coração de mãe está triste, mas o que eu estou sentindo mais é raiva, não vou mentir, se eu pudesse eu acabava com o mundo, mas eu não posso. Já pedi para Deus me ensinar a perdoar. Já pedi para Deus, ‘Senhor se você me entregar meu filho com vida e saúde, perfeito como ele era, eu sou capaz de me ajoelhar nos pés desse homem, quando ele for preso, e dizer que o perdoou', porque o que ele fez, eu sei que ele pode não pagar na justiça dos homens, mas na justiça do criador do mundo ele vai pagar, ele e ela. Ela por ter entrado na vida do meu filho, por ter usado ele. Disse a mãe do Gabriel Brenno. 

De acordo com a mãe do estudante, o que ela mais quer é justiça e afirma que, "ele pode passar 30 anos na cadeia, pode ser preso e ser solto, mas quando o dedo de Deus descer sobre a cabeça dele, ele vai arriar e vai saber o que foi que ele fez.” 

Estado de saúde 

O estado de saúde de Gabriel Brenno Nogueira, baleado na cabeça na última quarta-feira (17/07), ainda é gravíssimo e um novo Protocolo de Morte Encefálica pode ser aberto devido o aumento do edema cerebral.

Na última sexta-feira (19/07), Gabriel realizou os três exames do Protocolo de Morte Encefálica onde constatou que ele ainda apresentava atividade elétrica cerebral.


Gabriel Brenno após ser baleado na cabeça na última quarta-feira (17/07) - Foto: Reprodução

Pedido de prisão preventiva

A Polícia Civil do Piauí, que investiga o caso do estudante de 21 anos Gabriel Brenno Nogueira, que sofreu uma tentativa de homicídio na manhã da última quarta-feira, solicitou à justiça no domingo (21) a prisão preventiva do suspeito do crime. A principal linha de investigação é de crime passional. 

Acusado de atirar em Gabriel Brenno e a mulher que seria a pivô do crime - Foto: Divulgação

Fonte: Meio Norte

Postar um comentário

0 Comentários