SGT César reivindica acessibilidade para pessoas com limitações físicas em agência bancária de Caxias.

Para muitos órgãos públicos no Brasil, as leis parecem que foram feitas para serem descumpridas. Na agência do Banco do Brasil no centro, não é diferente.



Se um pessoa com deficiência física ou mobilidade reduzida precisar se deslocar até a agência bancária, passará por muitos constrangimentos, isso porque, sequer, a agência bancária possui banheiros adaptados disponíveis para cadeirantes.



De acordo com a Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas, critérios e exigências para a promoção e acessibilidades das PNE em qualquer lugar, que possuem mobilidade reduzida, seja ela adquirida ou nata, devem ser eliminadas “[...] a supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de edifícios e nos meios de transporte e de comunicação”.


Não bastasse esse problema, caso o cliente deficiente físico necessite ir até o 1º piso da agência para fazer algum tipo de pagamento, ou até mesmo pra sacar valores acima dos limites disponíveis nos caixas eletrônicos do térreo da agência, será um verdadeiro sacrifício, pois na agência não tem elevador que permita a locomoção. O acesso ao pavimento superior é feito somente por escadaria.


O SGT César esteve na agência do Banco do Brasil no centro da cidade e sentiu na pele a falta de respeito e o descumprimento da legislação a pessoas com limitações físicas que desejam se locomover dentro das instalações da agência.

Veja os vídeos da visita. 









Postar um comentário

0 Comentários